Grade Curricular

A estrutura curricular do curso de Mestrado será definida por área de concentração: Propriedade Intelectual (03), Gestão da Inovação e Empreendedorismo (04) e Inovação Biofarmacêutica e Tecnológica (05). Ademais, as disciplinas serão classificadas como optativas (OP) ou obrigatórias (OB). O curso exige integralização de 25 créditos.

  • Estrutura Curricular
    COD. NOME CRÉD. C.H. 03 04 05
    EPD900 Introdução à Gestão da Inovação 3 45 OB
    QUI875 Propriedade Intelectual I - Redação de Patentes 4 60 OB OB
    QUI889 Empreendedorismo 3 45 OB
    ACT849 Tox. Pré-Clínica: Asp. Regulatórios e Mét. Alternativos à Exp. Animal 3 45 OP
    BIG867 Processos Biotecnológicos Aplicados ao Desenv. de Medicamentos 3 45 OP
    BIG868 Princípios de Farmacocinética e Farmacodinâmica 3 45 OP
    BIQ869 Métodos Bioquímicos Aplicados ao Desenvolvimento de Fármacos 4 60 OP
    CAD982 Gestão de Pessoas: Inovação e Competências 2 30 OP
    CAD983 Finança Empreendedora e Inovação 2 30 OP
    DIP860 Org. Mundial do Com. e Prop. Intelectual: Perspectivas para o Brasil 4 60 OP
    DIP861 Contratos da Propriedade Intelectual 2 30 OP
    DIP862 Direito da Inovação 2 30 OP
    ECN946 Seminários Avançados em Inovação 2 30 OP OP OP
    ECN947 Economia da Ciência e da Tecnologia 4 60 OP OP
    EPD816 Gestão da Inovação Tecnológica 3 45 OP
    EPD822 Tecnologia, Trabalho e Saúde 3 45 OP
    EPD825 Tópicos Especiais em Gestão da Tecnologia 2 30 OP
    EPD829 Seminários de Pesquisa 3 45 OP OP OP
    EPD835 Métodos de Projeto de Produto e Aplicação de Novas Tecnologias 3 45 OP
    EPD836 Sistema de Desenvolvimento de Produtos 3 45 OP
    EPD847 Metodologia de Pesquisa 3 45 OP OP OP
    EPD901 Organização para Inovação 4 60 OP
    EPD902 Gestão de Desenvolvimento de Produto 2 30 OP
    EPD904 Invenção, Inovação Social e Atividade Criativa 4 60 OP
    FAR823 Farmacologia Básica 4 60 OP
    FIB846 Ensaios Biológicos 4 60 OP
    FIB848 Fisiologia de Órgãos e Sistemas - Noções Básicas 7 105 OP
    FIB849 Lipossomas como Veículos Nanoestruturados de Fármacos 4 60 OP
    FIB852 Técnicas Experimentais em Fisiologia e Farmacologia 2 30 OP
    FIB854 Treinamento em Inovação 6 90 OP OP
    FIB873 Gestão de Propriedade Intelectual 2 30 OP
    QUI870 Boas Práticas de Laboratório 3 45 OP
    QUI872 Inovação Biofarmacêutica - Aspectos Regulatórios 2 30 OP
    QUI873 Desenvolv. de Sistemas de Liberação Controlada de Fármacos 4 60 OP
    QUI874 Planejamento e Síntese de Fármacos 3 45 OP
    QUI875 Propriedade Intelectual I - Redação de Patentes 4 60 OP
    QUI876 Prop. Intelectual II - Proteção Patentária - Aspectos Técnicos e Legais 4 60 OP
    QUI877 Tópicos Avançados em Inovação 2 30 OP OP OP
    QUI888 Inovação Biofarmacêutica 4 60 OP
    QUI890 Inovação: Casos Práticos 2 30 OP
    IBF000 Atividades Acadêmicas de Pós-Graduação 1 a 6 15 OP OP OP
    IBF007 Defesa de Dissertação - Trabalho Equivalente 0 00 OB OB OB
  • Ementas

     

    INTRODUÇÃO À GESTÃO DA INOVAÇÃO

    Mudança Tecnológica, Capital e Trabalho. Inovação Tecnológica. Sistema Nacional de Inovação. Processos de Invenção e de Inovação. Inovação de Produto, Processo e Organização. Tipos de Inovação. Relação entre Sistema de Inovação e Sistema de Produção. Aprendizado e Competência. Inovação como um Processo. Abordagens Estruturadas de Gestão da Inovação. Organização para Inovação.

    PROPRIEDADE INTELECTUAL I-REDAÇÃO DE PATENTES

    Introdução ao arcabouço legal nacional e internacional. Aspectos gerais sobre aspectos de propriedade intelectual, propriedade industrial, estratégias de busca em base de dados de patentes nacionais e internacionais, introdução a redação de patentes na área de química, fármacos e biotecnologia.

    EMPREENDEDORISMO

    Abordagem relacionada ao Perfil Empreendedor. Conceito de Sistema de Informação; Criatividade; Processo Visionário. Estudo das Oportunidades. Rede de Relacionamentos. Plano de Negócios. Importância da criação da pequena e media empresa. Políticas e programas de apoio as pequenas e medias empresas. Os problemas característicos das pequenas e medias empresas. Formação e desenvolvimento de empreendedores. Importância da Geração de Negócios de Base Tecnológica. Perspectiva Institucional. Elos da Cadeia de Inovação. Relação Universidade-Empresa. Spin-off Acadêmico. Formação das Bases do Empreendimento Tecnológico. Desenvolvimento do Spin-off Acadêmico. Ambiente da Formação de Spin-offs Acadêmicos. Novo Empreendimento: Base Tecnológica, Base Financeira e Base Pessoal. Foco no Mercado e Produto. Plano de Negócio de Base Tecnológica. Plano Tecnológico do Novo Empreendimento. Estudo da Viabilidade Econômica-Financeira do Novo Empreendimento. Mapeamento Tecnológico.

    TOXICIDADE PRÉ-CLÍNICA: ASPECTOS REGULATÓRIOS E MÉTODOS ALTERNATIVOS À EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL

    Avaliação da segurança no estudo de produtos potencialmente terapêuticos segundo legislações vigentes dos principais órgãos reguladores mundiais e tendências em métodos alternativos.

    PROCESSOS BIOTECNOLÓGICOS APLICADOS AO DESENVOLVIMENTO DE MEDICAMENTOS

    Abordagem teórico-práticos dos métodos de engenharia genética, da utilização de microrganismos, para a desenvolvimento de novos medicamentos e imunobiológicos.

    PRINCÍPIOS DE FARMACOCINÉTICA E FARMACODINÂMICA

    Estudo dos parâmetros farmacocinéticos e abordagem de temas relacionados à interação fármaco-receptor, com ênfase no desenvolvimento biofarmacêutico.

    MÉTODOS BIOQUÍMICOS APLICADOS AO DESENVOLVIMENTO DE FÁRMACOS

    Métodos e ensaios bioquímicos voltados para a descoberta de fármacos, a obtenção de biofármacos e a prova de conceito.

    GESTÃO DE PESSOAS: INOVAÇÃO E COMPETÊNCIAS

    Esta Disciplina tem como objetivo central apresentar temas de reflexão e análise no estudo da gestão de recursos humanos, considerando a contemporaneidade e relevância que assumem para as organizações e para o universo acadêmico. A articulação entre competências e inovação tem impactos tanto na dimensão acadêmica quanto na realidade organizacional, pela possibilidade de dar concretude ao debate no plano gerencial e conceitual.

    FINANÇA EMPREENDEDORA E INOVAÇÃO

    Introdução à Finança Empreendedora; Inovação; Base Financeira de uma Nova Empresa; Venture Capital e Crescimento; Capital de Risco no Brasil: conceito, evolução e perspectivas; Inovação e Risco; Investimento e Inovação; Fundos de Private Equity; Gestão de Portafolio de Investimento; Internacionalização da Atividade de Venture Capital em Países da OECD; Venture Capital na Alemanha e Nova Zelândia; Finança em Empreendedorismo Social; Inovação Social.

    ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DO COMERCIO E PROPRIEDADE INTELECTUAL: PERSPECTIVAS PARA O BRASIL

    Com relação ao objeto de estudo, tem-se que desde 1995, com a Rodada Uruguai do GATT e o surgimento da Organização Mundial do Comércio, estabeleceu-se uma nova estrutura para o sistema multilateral de negociações e de solução de controvérsias comerciais e, a partir dessa modificação, tornou-se possível uma maior efetividade aos acordos comerciais multilaterais negociados, bem como foi conferida maior credibilidade à OMC na condução do processo de liberalização comercial entre os seus membros. Contudo, embora cercado de aspectos positivos, o trabalho da OMC ainda deixa a desejar quando se trata da promoção da igualdade de oportunidades no livre comércio para os países em desenvolvimento. Serão discutidos os aspectos de propriedade intelectual em relação a OMC.

    CONTRATOS DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

    Propriedade intelectual: importância, fundamentos e objeto. Direito Internacional da Propriedade Intelectual e proteção dos bens da tecnologia e informação na ordem internacional. Acordo TRIPS e transferência de tecnologia. Estrutura e função dos negócios jurídicos envolvendo propriedade intelectual. Negociações e gestão de Contratos da Propriedade Intelectual. Autonomia das partes, validade, eficácia, forma e garantias. Espécies de contratos, interpretação, obrigações, cessão, transferência, licenciamento, termo, rescisão. Solução de controvérsias. Arbitragem e Mediação em PI. Jurisdição e competência em litígios envolvendo direitos de PI. Tradição jurídica brasileira em contenciosos da propriedade intelectual. Indenização, dano e execução de sentenças. Gestão dos litígios da PI.

    DIREITO DA INOVAÇÃO

    Direito, P&D e transferência de tecnologia. Promoção da inovação e fator estratégico de competitividade. Propriedade Intelectual e Inovação na ordem internacional; Convenção de Paris; Acordo TRIPS, Tratado de Cooperação em Patentes (PCT). Agenda da OMPI para Desenvolvimento; cooperação em C&T; modalidades de produção e disseminação de bens tecnológicos. Propriedade intelectual e inovação no Brasil: Lei 9.279/1996; Lei 10.973/2004; Incentivos Fiscais, Lei 11.196/2005. Políticas públicas para inovação tecnológica; modelo Hélice Tríplice; OCDE, Frascati e Oslo; Inovação Aberta de Chesbrough. Alternativas de interação da indústria com ICTs e instrumentos jurídicos contratuais; licenciamento e transferência de tecnologia; serviços e parceria de PD&I; confidencialidade; compartilhamento de uso de laboratórios, equipamentos, materiais e instalações; testes e ensaios científicos e tecnológicos. Gestão jurídica de projetos e contratos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, proteção e transferência dos resultados.

    SEMINÁRIOS AVANÇADOS EM INOVAÇÃO

    Apresentação dos diferentes sistemas de inovação nacional e internacional. Permitirá o contato com palestrantes nacionais e internacionais na área de inovação.

    ECONOMIA DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA

    Apresentar um painel histórico sistematizando as diversas fases do capitalismo e indicando suas relações com revoluções tecnológicas. Resumir o tratamento recebido pelo tema do progresso tecnológico pelas diversas abordagens teóricas da economia, contribuindo para localizar o tema na atualidade. Investigar a origem, motivações e fontes da dinâmica inovativa, introduzir uma microeconomia da inovação. Introduzir pesquisas recentes sobre articulação entre mudança tecnológica e evolução institucional; discutir o papel da tecnologia no crescimento econômico das nações; apresentar o conceito de sistema nacional de inovação, estudar as características distintivas de países em função dos diferentes estágios de desenvolvimento econômico, debater a relação entre sistemas nacionais de inovação e o processo de globalização.

    GESTÃO DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

    A gestão da atividade organizacional de desenvolvimento de novas tecnologias e de novos produtos. A gestão da atividade interna de P&D e dos fluxos de tecnologia. O "intrapresariado" e o incentivo à atividade empreendedora. A condução dos projetos de inovação. A análise do valor. O Marketing da Inovação. A propriedade Industrial. A participação e a comunicação no processo de inovação organizacional.

    TECNOLOGIA, TRABALHO E SAÚDE

    Acidentes e doenças do trabalho: caracterização e dados históricos. Abordagens teóricas da relação saúde/trabalho. A produção social da doença. Análise ergonômica do trabalho. Segurança de sistemas complexos: a fiabilidade humana. Saúde mental e trabalho. Subjetividade e significado do trabalho.

    TÓPICOS ESPECIAIS EM GESTÃO DA TECNOLOGIA

    Transferência de Tecnologia e Proteção da Inovação. Criação de Pequenas Empresas de Base Tecnológica. Desenvolvimento Local e Apoio à Atividade Empresarial. Estratégias de Terceirização e redes de fornecedores.

    SEMINÁRIOS DE PESQUISA

    Temas variáveis relativos as linhas de pesquisa do mestrado e objetivos de pesquisa em andamento, consistindo tanto em assuntos   teóricos (conteúdos temáticos) quanto de metodologia de pesquisa.

    MÉTODOS DE PROJETO DE PRODUTO E APLICAÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS

    A atividade projetual na sociedade contemporânea. o papel do setor de projetos em uma economia globalizada. o projeto frente à aplicação de novas tecnologias. engenharia simultânea. emprego de sistemas informatizados no desenvolvimento de produtos. o papel do setor de projeto após a implantação do cad em um ambiente de engenharia simultânea. sistemas cad.: conceitos e aplicações. cad. nos meios de produção. recomendações para otimização do sistema cad. sistemas cae (computer aided engineering) e cam (computer aided manufacturing). manufatura integrada por computador.

    SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS

    Introdução. A Capacidade de Desenvolvimento e o Fator de Competitividade. Conceito de uma Estratégia de Desenvolvimento. Mapas e Mapeamento: Estabelecendo Objetivos e Metas. Planejamento Agregado de Projetos. Estruturando o Processo de Desenvolvimento. Os Elementos Básicos da Estrutura de Trabalho de Desenvolvimento. Integração Multifuncional. Organização e Liderança nas Equipes e Teste. Aprendizado nos Projetos de Desenvolvimento. Potencializando Capacidades de Desenvolvimento. Desdobramento da Função Qualidade.

    METODOLOGIA DE PESQUISA

    Introdução à epistemologia e filosofia da ciência. Estratégias de pesquisa tecnológica mais utilizadas na engenharia de produção. Procedimentos operacionais de levantamento e análise de dados.

    ORGANIZAÇÃO PARA INOVAÇÃO

    Questões fundamentais em organização e modelos tradicionais de organização. A natureza do processo de inovação / Formas de inovação e os limites dos modelos organizacionais tradicionais. Modelos tradicionais para o processo de inovação e seus limites. A cadeia de valor da inovação / Open Innovation. Inovação, complexidade e incerteza e Organização do Trabalho. Propostas organizacionais contemporâneas: autonomia e discricionariedade; modelo das competências; projeto organizacional para flexibilidade; “organização spaghetti”. Inovação em empresas low-tech. Inovação em empresas multinacionais / Inovação em empresas em rede.

    GESTÃO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO

    Importância da GDP. GDP e Gestão da Inovação. Perspectivas da GDP. Programa Empresarial de GDP. Gestão de Portfolio. Mapeamentos de Negócio, Produto e Tecnologia. Gestão de Plataforma de Produtos. Processo de DP. Identificação de Oportunidades. Projeto Conceitual, Básico e Detalhado. Lançamento de Produto Inovador. Desdobramento da Função Qualidade (QFD). Organização de Trabalho para Desenvolvimento. Aprendizagem e Melhoria do Processo de DP.

    INVENÇÃO, INOVAÇÃO SOCIAL E ATIVIDADE CRIATIVA

    Homo faber: a tecnologia como determinante da natureza humana e a natureza da  tecnologia. Diferença entre invenção e inovação. Invenção: produto, processo, método e cognição (Design Thinking). Do modo de existência dos objetos técnicos e imaginação. Estudos de caso: projetos inovadores e empresas inovadoras. A caixa preta da inovação: projeto, produção e uso. Projeto centrado na atividade. A atividade dos engenheiros. A inovação como atividade coletiva, métodos participativos. Participação e controle social, ética da inovação.

    FARMACOLOGIA BÁSICA

    Desenvolver conceitos básicos e atuais em farmacologia.

    ENSAIOS BIOLÓGICOS

    Aspectos teórico-práticos dos ensaios fisio-farmacológicos in vitro e in vivo, voltados para provas de conceito no desenvolvimento biofarmacêutico.

    FISIOLOGIA DE ÓRGÃOS E SISTEMAS- NOÇÕES BÁSICAS

    Abordar conceitos e fundamentos básicos atuais em fisiologia dos diferentes órgãos e sistemas.

    LIPOSSOMAS COMO VEÍCULOS NANOESTRUTURADOS DE FÁRMACOS

    Estrutura e propriedades físico-químicas das membranas lipídicas e dos lipossomas. Métodos de preparo e caracterização dos lipossomas. Métodos de encapsulamento dos princípios ativos. Estabilidade e interação dos lipossomas com os componentes biológicos. Farmacologia e aplicações dos lipossomas em medicina.

    TÉCNICAS EXPERIMENTAIS EM FISIOLOGIA E FARMACOLOGIA

    Desenvolver técnicas experimentais em Fisiologia e Farmacologia aplicadas a ensaios pré-clínicos.

    TREINAMENTO EM INOVAÇÃO

    Realização de um estágio supervisionado, não vinculado ao projeto de dissertação/tese, em um laboratório de pesquisa e desenvolvimento ou em um Núcleo de Inovação Tecnológica, para aprendizado de metodologias ligadas a Inovação Biofarmacêutica ou Biotecnológica.

    GESTÃO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL

    Introduzir os conceitos que fundamentam a gestão da propriedade intelectual, em âmbito nacional e internacional, incluindo: Definição dos diversos tipos de propriedade intelectual, suas especificidades e legislações correspondentes; fundamentação teórica para a escrita de documentos de propriedade intelectual e qualidade; relação com organismos regulatórios; estrutura organizacional de um escritório de propriedade intelectual; estratégias de proteção da propriedade intelectual; interface com a transferência de tecnologia.

    BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

    Apresentação e discussão do processo de implementação de rotinas, protocolos, conceitos de rastreabilidade bem como das recomendações nacionais e internacionais para as Boas práticas de Laboratório.

    INOVAÇÃO BIOFARMACÊUTICA - ASPECTOS REGULATÓRIOS

    Abordagem de temas relacionados aos aspectos regulatórios da inovação biofarmacêutica.

    DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LIBERAÇÃO CONTROLADA DE FÁRMACOS

    Princípios para o desenvolvimento de sistemas de liberação controlada de fármacos: biomateriais utilizados nos sistemas de liberação controlada de fármacos; métodos de preparo e de caracterização das interações fármaco-sistema transportador; avaliação das formas farmacêuticas in vitro e in vivo; aplicações biomédicas.

    PLANEJAMENTO E SÍNTESE DE FÁRMACOS

    Abordagem das estratégias atuais utilizadas no planejamento e na síntese fármacos.

    PROPRIEDADE INTELECTUAL I-REDAÇÃO DE PATENTES

    Introdução ao arcabouço legal nacional e internacional. Aspectos gerais sobre aspectos de propriedade intelectual, propriedade industrial, estratégias de busca em base de dados de patentes nacionais e internacionais, introdução a redação de patentes na área de química, fármacos e biotecnologia.

    PROPRIEDADE INTELECTUAL II-PROTEÇÃO PATENTÁRIA-ASPECTOS TÉCNICOS E LEGAIS

    O presente curso lidará com as estratégias sobre o processo de patenteamento, aspectos de prossecução e defesa de patentes nacionais e internacionais. Estratégias de redação de patentes na área de química, fármacos, processos e/ou produtos biotecnológicos. Processos de transferência de tecnologia e métodos para valoração de patentes e tecnologias.

    TÓPICOS AVANÇADOS EM INOVAÇÃO

    Abordagem de temas diversos, considerados avançados e relevantes para a Inovação Tecnológica.

    INOVAÇÃO BIOFARMACÊUTICA

    Abordagem das etapas de desenvolvimento de fármacos, desde a descoberta de fármacos até a comercialização. Discussão da importância da interdisciplinaridade no desenvolvimento, dos modelos de pesquisa e desenvolvimento na indústria farmacêutica e de biotecnologia, das questões de propriedade intelectual, das fontes externas para o desenvolvimento, das parcerias publico-privado, privado-privado e dos projetos de desenvolvimento envolvendo testes pré-clínicos de eficácia e segurança, testes clínicos, questões regulatórias e lançamento do fármaco ao mercado e comercialização.

    INOVAÇÃO: CASOS PRÁTICOS

    Casos práticos de geração de empresas nascentes de base tecnológica de origem acadêmica, de proteção e transferência de tecnologias, de gestão de relações universidades-empresas, nas diversas áreas do conhecimento. Relatos de pesquisadores, gestores e empreendedores sobre experiências pessoais ligadas ao processo de inovação. Introdução aos potenciais e desafios ligados ao desenvolvimento tecnológico e à pesquisa de ponta.